Juliano Guerra (Canguçu, 1983) é compositor, intérprete e músico. Desde o final da década de 1990, participou de projetos como a banda de rock Revel e o quinteto de choro e samba Noesis, até começar carreira solo.

Lama, seu primeiro álbum solo, foi lançado em agosto de 2012 e mescla ritmos tradicionais brasileiros como bolero, samba e bossa nova com referências e instrumentos musicais menos usuais. O disco, lançado em shows nas regiões sul e nordeste, obteve excelente repercussão na imprensa local e nacional. Dois singles do álbum – as canções Inclemente e Transeunte – foram lançados em videoclipes.

Durante os anos de 2013 e 2014, Juliano se dedicou a colaborações com outros artistas, lançadas online, como singles, e também às gravações de seu segundo disco solo, Sexta-Feira.

O álbum foi inteiramente gravado e finalizado em Pelotas, produzido de maneira independente e distribuído pelo selo pelotense Escápula Records. O lançamento acontece no dia 20 de março. Já estão disponíveis online as canções “Vi Vir Veio” e “Logo Vem”, lançada em videoclipe realizado pela Moviola Filmes (Marcovaldo, O Liberdade, A Linha Imaginária, De Outros Carnavais).

Pré-produzido em parceira com o percussionista e baterista Davi Batuka, o disco apresenta uma talentosa banda de apoio e mostra grande cuidado tanto na concepção das letras quanto nos arranjos que buscam reproduzir o universo específico de cada canção.

Sexta-Feira conjuga bem canções de tom sarcástico, mais carregadas instrumentalmente (Sexta-Feira, Logo Vem), com algumas singelas e algo parnasianas canções de amor (Um Hino, Biografia). O disco ainda tem espaço para o bom diálogo estabelecido com o samba, marca já do primeiro trabalho autoral de Guerra.

Além de ser disponibilizado para download gratuito, o CD, com ilustrações de Odyr Bernardi e design gráfico da Nativu Design, pode ser adquirido no site do artista, nas lojas de CD e pelos serviços de distribuição digital como iTunes, Spotify, Deezer e afins. O preço médio de venda do CD é de R$25.